Estocolmo, Suécia

O primeiro país da viagem foi fácil: Reino Unido, libras e inglês. Já o segundo…

Eu não falo uma palavra em sueco, mas felizmente para mim, não é tão difícil achar suecos que falem inglês. Tudo bem que estes suecos trabalhavam em áreas turísticas. Fora isso, o país não usa o euro, mas a coroa sueca. Um euro vale cerca de 8,28 coroas suecas. Aí você pensa “Com uma moeda tão desvalorizada, a viagem deve ter saído quase de graça!”. Isso mesmo, mas ao contrário.

As passagens, porém, foram ridiculamente baratas: de Edimburgo a Estocolmo e de lá ao próximo destino custou 9 euros cada trecho já com as taxas inclusas. Em compensação, o ônibus da cidade ao aeroporto custou cerca de 12,50 euricos cada trecho. Coisas de Ryanair!

Quando você ouve “Estocolmo”, qual atração turística te vem à cabeça? Exatamente, nenhuma! A cidade em si não tem uma atração mundialmente famosa, mas é uma das cidades mais lindas que já visitei!

Lindo, não?
Lindo, não?

A primeira atração foi o Vasa Museum, o museu que mais atrai turistas na cidade. O museu abriga o Vasa, um navio construído no século XVII que afundou meia hora depois de sair do porto e foi recuperado no século XIX, sendo assim o único navio intacto que sobreviveu sua época. Cerca de 98% do navio é original e foi restaurada nas décadas de 50 e 60. O museu também conta com um tour guiado incluso no preço, cinema com um filme de 20 minutos sobre o navio e outras curiosidades. Achei muito interessante a reprodução dos rostos das pessoas achadas no navio, que ficou submerso por 333 anos. A partir dos esqueletos, os estudiosos conseguiram saber a altura, problemas de saúde e dietas das pessoas que morreram no naufrágio, além de deduzir como eram suas feições.

Como seria um dos mortos no desastre
Como seria um dos mortos no desastre

No fim das contas, concluíram que o navio afundou apenas 30 minutos depois de iniciar viagem por erro do engenheiro da época. O navio era pesado, estreito e alto demais para conseguir flutuar.

Maquete do Vasa
Maquete do Vasa

Aproveitando todo o frio e neve do lugar, a parada seguinte foi num rinque de patinação a céu aberto, no meio de praça. Por incrível que pareça, foi mais barato patinar lá na Suécia do que no Dundrum! O problema é que, além de eu ser péssima em qualquer esporte, incluindo patinação, havia neve no rinque, o que o tornava muito escorregadio… patinei pouco e bem devagar com medo de cair!

No dia seguinte, a ideia era conhecer Gamla Stan (centro velho em sueco) e passear pela cidade para apreciar a arquitetura e aproveitar a neve.

Sunshine, snow... :)
Sunshine, snow… 🙂

No Gamla Stan é onde ficam as lojinhas de souvenirs que, diga-se de passagem, são bem caras!

DSC01543

Neve!
Neve!

DSC01497

Museu
Museu

DSC01586

Gamla Stan
Gamla Stan

DSC01559

Agora chega de falar de coisa boa! O custo de vida do país é muito alto. Os hostels são caros, comer fora é extremamente caro e quando se percebe, o dinheiro acabou e não se fez nada! Foi o que aconteceu comigo, pelo menos. Em um dia em Estocolmo gastei mais que dois em Edimburgo. O hostel mais barato não sai por menos de 20 euros a diária, sendo que roupa de cama e café-da-manhã raramente estão inclusos, o que vai te custar uns 10 euros a mais quando fizer check-in. Não utilizei o transporte público, pois, novamente, me hospedei na região central e acabei não precisando. Estocolmo é linda, mas aconselho a preparar o bolso para visitá-la.

Preços na Suécia? Morri!
Preços na Suécia? Morri!

Outras atrações da cidade incluem os vários museus, dentre eles, o Museu Nobel que fiquei com vontade de visitar, mas estava sem tempo (e dinheiro).

Curiosidade

A Suécia é uma monarquia e a rainha Sílvia é alemã, porém filha de brasileira.

Dúvidas? Curta a página do blog no Facebook (ali no lado direto da tela) ou mande um email para umfabulosodestino@gmail.com. ;)

Anúncios

8 comentários sobre “Estocolmo, Suécia

  1. Olá tudo bem?

    Meu nome é Henrique Matos sou o criador do site Portal Dublin e gostaria de parabenizar os idealizadores pelo Blog.

    Por conter muita informação que ajuda bastante os intercambistas, decidimos incluir o seu blog na nossa lista de melhores Blogs especializados no assunto.

    Espero que nossa divulgação ajude vocês a receberem cada vez mais visitas e parcerias.

    Nós do Portal Dublin ficaríamos honrados, se possível, em fazer parte também de seu Blogroll.

    O link do Portal Dublin é esse aqui:http://www.portaldublin.com/sites-e-blogs/blogs/

    Um Abraço e sucesso!

    Henrique Matos
    Portal Dublin
    http://www.portaldublin.com

  2. ADRIANO ANTUNES

    Quando falam em Suécia/Estocolmo, o que vem imediatamente a minha cabeça é a banda ROXETTE e seus maravilhosos hits dos anos 80 e 90.
    Lógico que também teve o ABBA.
    A rainha Silvia também é uma lembrança agradável

Preciso comentar esse post!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s