TAG – Bloggers out and about

Eu não acompanho muitos blogs, principalmente por falta de tempo, mas a Bárbara me marcou numa tag e cá estou respondendo. É legal, porque é sobre viagens!

1. Onde você nasceu?
São Paulo, SP.

2. Onde você mora hoje?
Moro em Oulu, no norte da Finlândia, há quase 6 meses. Antes disso, morei em Denver, nos Estados Unidos, de julho de 2008 a agosto de 2009 e em Dublin, na Irlanda, de julho de 2012 a julho de 2013. Morei em São Paulo o restante do tempo.

3. Qual foi o destino da sua última viagem?
Viagem é quando a gente conhece uma cidade nova, certo? Então a última foi para conhecer o Papai Noel em Rovaniemi, na Lapônia, aqui na Finlândia.

4. Qual é o destino da sua próxima viagem?
Vou pela terceira vez para a Inglaterra no meu spring break. Desta vez vou passar rapidinho por Londres, seguir para Liverpool, conhecer Manchester (a terra dos Smiths <3) e visitar o Rick em Cardiff, no País de Gales, que será meu 21º país. Tá bom, né?

5. Qual foi sua melhor viagem?
Das mais recentes, eu adorei ir para Portugal! Lisboa e Porto são cidades lindas, a comida é maravilhosa e os portugueses são um amor.

6. Qual o lugar mais bonito que já visitou?
É de perder o fôlego visitar Machu Picchu depois de passar a vida vendo fotos! O Lago Titikaka, também no Peru, vale a visita pela beleza.

Eu, jovem e magra, em Machu Picchu há 6 anos
Eu, jovem e magra, em Machu Picchu há 6 anos

7. Que lugar você quer muito visitar?
Gostaria de viajar mais pela América do Sul e os países que certamente quero conhecer são Chile e Uruguai.

8. Qual lugar você não tem tanta vontade assim de conhecer?
Canadá, simplesmente porque não desperta minha curiosidade e a maioria dos países que termina com “tão”. :/

9. Onde você gostaria de estar agora?
No meio de um mochilão na Ásia.

10. Onde é seu “lar”, o lugar onde você se sente mais feliz? E por quê?
São Paulo. Sim, me julguem. Eu nasci e fui criada na maior cidade da América do Sul e sim, eu sei que está longe de ser perfeita, que tem problema sério de falta de segurança, que o transporte público ainda precisa melhorar muito, que as pessoas estão sempre com pressa e deixam a educação em casa, que tem fila em todo lugar, que quando você pensa em passar uma tarde de verão no Ibirapuera outras 2 milhões de pessoas tiveram a mesma ideia, que quando tem exposição no MIS é fila de 2h para entrar, que ir no Outback no final de semana é teste de paciência, que quando chove tudo alaga e o trânsito para… e você pode continuar sua lista. Mas eu também sei que a avenida Paulista é o lugar mais legal da cidade, que tem todos os tipos de restaurante do mundo, que a comida é maravilhosa, tem muitas opções de cultura e lazer, minha família e a maioria dos amigos mora lá, que eu adoro as feirinhas de artesanato e é onde eu me sinto realmente em casa. É onde estão a maiorias das minhas boas memórias de vida e é por essa cidade que às vezes me pego sentindo uma coisinha estranha no peito e percebo que o nome disso é saudade. Adorava morar em Denver e gosto muito de Oulu (vamos deixar Dublin pra lá, ok?), me sinto feliz morando fora, mas fico ainda mais feliz de voltar. ❤

Tenho muitos lugares para chamar de lar, então! :)
Tenho muitos lugares para chamar de lar, então! 🙂
Anúncios

3 comentários sobre “TAG – Bloggers out and about

  1. Opa, olha eu aqui de novo! 😀
    Eu nunca tive muito interesse nos países terminados com “tão”, mas estudei um tempo com uma menina lá em Galway que era do Cazaquistão, e ela me fez quebrar a cara com esse conceito “agrupado” que a gente tem. Eles tem uma economia e situação política bem ok (em nada lembra o que a gente imagina quando pensa em Paquistão, Afeganistão, etc), além de terem construções belíssimas (dê uma olhada na busca de imagens do Google quando procura pelo país, eu fiquei impressionado!).
    Uma coisa me intrigou no seu post: você tá morando fora pela terceira vez, e já teve ter tido experiências de todo o tipo no sentido de ver coisas “funcionando”, quando a gente sabe que muito no Brasil simplesmente “não anda”. Você lida com isso numa boa, digo, mesmo colocando tudo na balança continuar em SP é sempre sua ideia mesmo?
    Just wondering…

    1. Bia

      Eh, talvez eu devesse abrir minha mente para o “diferente”, mas no momento os países terminados em “tão” não despertam minha curiosidade.
      Eu acho que todo lugar tem coisas boas e ruins e nunca tive essa visão romantizada e idealizada que tudo no exterior é sempre melhor e talvez por isso, eu consiga enxergar coisas boas em São Paulo também. Eu acho muito bom sair, mas gosto de voltar também.

Preciso comentar esse post!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s