Bruxelas, Bélgica I

Alguém havia suspeitado qual era o motivo do meu “hiato”? 🙂 Sim, viajei!

A viagem começou sem expectativas, com uma Bia meio que de saco cheio no aeroporto esperando o voo e pensando “Bem que este avião poderia estar indo para o Brasil”. Mas não estava e 1h20 após a decolagem fui parar na Bélgica, vejam só!

Be welcome
Be welcome

A imigração estava super lotada e fiquei uns 40 minutos na fila para ouvir um “What do you do here?” e “How long are you staying?” com aquele sotaque francês. Peguei o trem e desci na estação indicada no site do hostel. Lugar estranho com gente esquisita. Havia diversos sex shops na região, ruas feias e pessoas estranhas circulando. Pensei “Mas não falaram que Bruxelas é linda? Onde eu fui me meter?”

Bem, como quase toda cidade grande, Bruxelas também tem seus inferninhos e descobri logo de cara o da cidade do chocolate e do waffle. Chegando no hostel, percebi que finalmente estava na bem falada Bruxelas. Ufa!

Fiquei neste hostel aqui, que alega que Van Gogh usava o prédio para trabalhar. O importante é que estava bem localizado, o staff foi muito prestativo e fez bem o trabalho de ser um “lugar para dormir e tomar banho”.

Deixei a mochila no quarto, peguei meu mapa e segui para o Atomium, a única atração que fica afastada do centro. O Atomium foi construído para a Expo 58 que rolou na cidade e deveria ter sido desmontado logo em seguida, mas fez tanto sucesso que está lá até hoje, sendo o principal cartão postal de Bruxelas. Dentro das esferas funcionam um museu, restaurante e lojinha. Eu não tinha interesse (nem tempo) de subir, então segui para a Mini Europe, que fica do lado do Atomium.

Atomium
Atomium

O Mini Europe é um parque com miniaturas dos principais cartões postais de diversas cidades europeias. A entrada custa 14,20 euros ou se for fazer a visita combinada com o Atomium, os dois juntos saem por 23,40 euros.

Mini Torre Eiffel
Mini Torre Eiffel
Mini Big Ben
Mini Big Ben

De lá, voltei para o centro e caminhei pela cidade passando pelas principais atrações e batendo algumas fotos. Era um domingo e havia várias atividades culturais acontecendo. Não sei bem se era algum festival ou se com o verão chegando os finais de semana ficam mais animados, mas o clima na cidade estava maravilhoso! 🙂

Mocinha no balanço cantando ópera ao ar livre
Mocinha no balanço cantando ópera ao ar livre
Beatles?!
Beatles?!

O meu roteirinho estilo “veja e tire uma foto” incluiu o Palais de Justice, que estava em reforma, a igreja Notre Dame du Sablon, o Palais Royal, a Galeria Saint Hubert, o lindo  Grand Place e, por fim, o famoso Manneken Pis, ou o menino do pipi.

Palais de Justice
Palais de Justice
Notre Dame du Sablon
Notre Dame du Sablon
Palais Royal
Palais Royal

O Grand Place, ou a praça central de Bruxelas, é exatamente como o centro de São Paulo, mas ao contrário. Eu fiquei surpresa e admirada com a beleza dos prédios. Infelizmente, as fotos não transmitem tudo o que meus olhos viram.

DSCF0446 DSCF0441 DSCF0451 DSCF0439Simplesmente sensacional! 😉

[to be continued]

Publicidade

7 comentários sobre “Bruxelas, Bélgica I

      1. Verena | Fotografia

        Ótimas… faltou enquadramento e alinhamento em algumas mas acho que foi pq foram as pessoas que fizeram as fotos para você rs

Preciso comentar esse post!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s