Adeus, frio!

Não sentirei saudades!

Ontem, pela primeira vez no ano, a temperatura passou de 10 graus! E também, pela primeira vez em 2013, eu saí de casa sem usar meu sobretudo, apenas uma jaqueta!

No domingo a temperatura chegou a 15 graus e hoje, 12. Se eu estivesse em São Paulo, com certeza estaria morrendo de frio nestas temperaturas, mas depois de meses com máximas de 6, 7 graus, confesso que até senti um calorzinho (sem exagero) e hoje, se não fosse pelo vento (que me deixou toda descabelada), teria sido o dia mais agradável dos últimos 5 ou 6 meses: sem frio e com sol.

A previsão do tempo indica que as temperaturas vão continuar subindo e parece que a primavera está finalmente chegando, mesmo que com quase um mês de atraso!

Parece até bobagem escrever um post falando que a temperatura aumentou, mas só quem está sentindo frio desde setembro (sim, está frio desde lá), sabe como é bom sentir um calorzinho, nem que seja muito discreto!

Sei que não sentirei calor de verdade até voltar paras as terras tupiniquins, mas fico feliz com o tímido calor irlandês… por enquanto!

Comprovado: neva de verdade em Dublin!

Dizem que nevou muito aqui em Dublin no inverno de 2009/2010, mas que depois disto a neve nunca mais foi vista. Teve um ensaio de neve dia desses (contei aqui), mas não foi nada demais, parecia mais gelo de freezer do que neve. Embora as previsões que falei a respeito neste post aqui dessem conta de um inverno super gelado, não foi bem isso o que tivemos, muito pelo contrário, nas últimas semanas o sol até deu bastante as caras, apesar de as temperaturas não passarem muito dos 6, 7 graus.

Na semana passada, checando a previsão do tempo no celular, vi que havia previsão de neve para ontem e hoje. Olhei e pensei “Pffft, neve? Ah vá!”, porque já havia visto previsões antes e nada de neve cair.

Hoje acordei às 6h00, como de costume, e chequei a temperatura: -1 grau com sensação térmica de -11. A sensação térmica sempre é mais baixa por aqui, mas nunca tinha visto um número tão baixo. Saí de casa e vi um pouco de neve pelas ruas e o vento, bem, o vento quase me carregou até o ponto de ônibus.

Cheguei na casa da família, aqueles lindos para quem eu trabalho, e quando olho pela janela vejo tudo ficando branco!

Tudo branquinho!
Tudo branquinho!

Nevou por 20 minutos sem parar e, finalmente, a neve acumulou na rua. Pouco depois, o sol apareceu e a neve derreteu, mas o dia todo ficou neste “neva, não acumula neve no chão”. E o frio e o vento estavam impressionantes hoje!

Quase não ficou neve para contar história!
Quase não ficou neve para contar história!

Não há mais previsão de neve esta semana, mas pelo menos tive o gostinho de ver uma neve digna nesta cidade! 😉