Música “irlandesa”

Por razões óbvias, tudo que tem relação com a Irlanda atrai meu interesse. Há algum tempo eu descobri algumas bandas que apesar de não serem irlandesas, brincam com a música tradicional da Irlanda e misturam com algum outro tipo de música, normalmente o punk rock. Quando me deparei com grupos não-irlandeses misturando as duas coisas fiquei com um pé atrás, mas depois que ouvi percebi que a combinação é bem legal. E, claro, eu ouço e lembro ainda mais da Irlanda e o resto vocês já imaginam.

Flogging Molly

A banda é da Califórnia, mas o vocalista nasceu em Dublin. Eles misturam música celta e punk rock e o som é sensacional! Dá vontade de ouvir e sair dançando! Aliás, o Molly do nome da banda é por causa da Molly Malone. A música aqui embaixo é uma das mais famosas deles.

The Rumjacks

A banda é australiana e toca o que eles chamam de folk punk. O song é muito bom, sério, ouçam!

Dropkick Murphys

Outra banda americana, dessa vez de Massachusetts. Também tocam o que chamam de punk celta. E, gente, a música é demais!

É continuar ouvindo essas músicas e volto para Irlanda em 3, 2, 1…. 😉

Enya

Pense em algum(a) cantor(a) ou banda irlandesa. Aposto o pote de ouro no fim do arco-íris que você pensou em U2. Mas saiba que nem só de Bono Vox se faz música irlandesa.

Nascida Eithne Ní Bhraonáin e conhecida como Enya, ela só perde mesmo para o U2 entre os artistas irlandeses que mais vendem fora da Ilha Esmeralda. Ela nasceu no condado de Donegal, um dos lugares onde, a época, o irlandês ainda era a língua oficial (Enya cresceu falando irlandês), sendo que Enya é a transliteração da pronúncia irlandesa de seu nome.

Confesso que não faz muito tempo que a conheci e, curiosamente, foi nos Estados Unidos. A hostmom de uma de minhas amigas adorava a cantora e certa vez fomos para Mount Evans com ela. Ouvimos Enya no caminho todo na ida e na volta. Apesar de no começo achar um pouco estranho, depois acabei me acostumando e achei que era um som bem “relax”. Alguns dias atrás, out of the blue, senti vontade de ouvi-la e baixei algumas músicas.

Dentre as minhas preferidas estão “Only if…” e “Only time”. Normalmente, as músicas são mais lentas e acaba sendo bem fácil entender o que ela fala. Se você já é um falante de inglês entre o básico e o intermediário, com certeza entenderá frases inteiras de suas músicas.

Alguns filmes como Doce Novembro, Gladiador e O Senhor dos Anéis têm Enya em sua trilha sonora (aposto que você já assistiu alguns deles e nem percebeu!), com “Only time”, “Now we are free” e “May it be”, respectivamente.

O estilo da cantora é único, com um background céltico, e o sentimento de paz e calmaria que se sente ouvindo suas músicas é indescritível!

Entre no clima céltico ouvindo Enya!