A louca das blueberries

O mirtilo, nome em português da blueberry, é uma frutinha pequenina com uma cor mais pra roxo do que para o azul. Costuma crescer em lugares com temperaturas mais amenas, por isto não é comum no Brasil, e quando achamos para comprar, geralmente em mercado mais “chiques” ou mercadões, é bem cara.

Mirtilos/Blueberries/Mustikka
Mirtilos/Blueberries/Mustikka na minha janela 🙂

A primeira vez que experimentei as frutinhas foi nos Estados Unidos – a hostfamily comprava caixinhas de mirtilos e eu só não comia tudo sozinha por vergonha e, claro, educação. Desde então, foi só amor por esta frutinha. Voltei a comer com certa regularidade quando fui para a Irlanda, já que lá não era tão difícil de se achar.

E chegamos na Finlândia. No ano passado, pelo o que me dizem, o verão não foi assim tão bom e quando cheguei, já no final de agosto, não vi muitas blueberries. Mas o verão de 2016 foi bem quente (entenda: chegou a 26 graus) e de alguma forma isto influencia nas frutinhas. Somando a isso o fato que voltei para cá no início de agosto, eu só via mirtilos em todo lugar!

Arbustos de mirtilos
Arbustos de mirtilos

Como vocês sabem, Oulu é um grande parque! Árvores, mato, esquilos, lebres, pássaros, rios e lagos em todo o lugar. Não é necessário andar muito para se sentir no meio da natureza e os mirtilos crescem em todo lugar também. São arbustos baixos e é muito fácil reconhecê-los porque as folhas são “pintadinhas”. Voltei quase um mês antes das minhas aulas começarem e pensei “começo a escrever minha tese ou curto o verão?”. Acho que a resposta é tão óbvia que eu não preciso dizer que passei a ir colher mirtilos quase todos os dias.

Picking berries
Picking berries

E o que fazer com tantos e tantos mirtilos? Aí começa a fazer sentido o título do post, porque muito mais legal do que simplesmente comer as frutinhas, foi testar mil receitas com elas!

Comecei com o básico… fazendo um bolo.

O segredo é passar os mirtilos na farinha antes para não afundarem!
O segredo é passar os mirtilos na farinha antes para não afundarem!

E já que eu sei fazer panquecas americanas, pensei “Por que não colocar blueberries?”. Foi uma excelente ideia.

Panqueca com blueberries
Panqueca com blueberries

E descobri que blueberry com banana, numa vitamina, é uma combinação perfeita, além de ter uma cor muito bonita. O suco de blueberry com uva verde é uma delícia também.

<3

 Tinha um pedaço de queijo brie na geladeira. Resolvi jogar syrup por cima, encher de blueberries e deixar alguns minutos no forno. Di-vi-no!

20160830_215145

E blueberry na tapioca? Pode. Lembrando que não tem tapioca por aqui, eu trouxe do Brasil mesmo. 🙂

20160904_214906

Mingau de aveia de maça com canela. O que poderia deixá-lo melhor?

Mirtilos!
Mirtilos!

E uma típica torta de blueberry? Desta vez eu só colhi as frutinhas, a M. que fez. Deliciosa!

Nhommm...
Nhommm…

E até tentamos fazer docinhos de mirtilo, substituindo o coco do beijinho pela frutinha, mas não deu muito certo… Quer dizer, não deu ponto de enrolar, pois a blueberry é ácida e solta muito líquido, mas depois de frio ficou parecendo uma ambrosia e comemos, claro. Estava gostoso do mesmo jeito!

A receita que deu errado, mas deu certo
A receita que deu errado, mas deu certo

E como não queria limitar minha imaginação culinárias com os mirtilos apenas para o verão, congelei alguns potinhos para continuar usando no inverno. É claro que no verão é possível achar a fruta fresca no mercado e no inverno podemos recorrer as que já vem congeladas, mas para mim a graça toda é colher (mesmo que isso demore, pois a fruta é minúscula e vai um tempo para conseguir encher um pote) e transformar aquilo em algo gostoso… ou apenas jogar no cereal com leite.

Fiquei conhecida como “a louca das blueberries”, mas onde mais vou poder colhê-las fresquinhas? Aproveitei bastante e sei que daqui alguns anos terei boas lembranças deste hábito finlandês. 🙂

Publicidade