Sobre peitos e sutiãs

“Beatriz, só meninas usam sutiã.”
“Errr… é? Quem te disse isso?”
“Minha mãe. Meninos não usam sutiã.”
“Ah, isso mesmo, F.”
“Mas algumas meninas não têm peitos.”
“Errr… não?”
“Não. Meninas pequenas não têm peito ainda. Só meninas grandes.”

F., 3 anos, divagando sobre peitos e sutiãs enquanto esperávamos nossos bolinhos assarem.

Publicidade

A felicidade é uma poça d’água

Os meninos estão viciados num desenho chamado Peppa Pig. Os pais não gostam que eles assistam TV, mas disseram que sempre que eu precisar que eles fiquem quietinhos para eu conseguir fazer alguma coisa (porque a TV tem o poder de hipnotizar as crianças), eu poderia deixá-los assistir alguns desenhos. Todos os dias depois do almoço, então, eles assistem a porquinha que adora pular em poças de lama enquanto eu almoço com alguma tranquilidade e arrumo a cozinha.

Peppa Pig e família se divertindo horrores na lama!
Peppa Pig e família se divertindo horrores na lama!

Hoje, depois de dois dias em casa por causa da neve e do frio, saímos para aproveitar os raios de sol e fomos para o parque. Estava entretendo os meninos com bolhas de sabão, quando o pequeno O. viu uma grande poça d’água no meio da grama e correu em sua direção, provavelmente influenciado por Peppa Pig. Quando notei, larguei as bolhas e sai correndo gritando “STOP”, mas quem disse que ele obedeceu? Quem disse que eu consegui alcançá-lo?

Pedi para o F., que estava de galochas, tirar o O. da poça. Ele entrou, tirou o irmão, mas aí já tinha tido o gostinho de estar na água e bem, os dois voltaram. Como já estavam molhados mesmo, resolvi que deveriam ser crianças felizes e liberei geral. Ficaram uns 20 minutos pulando, correndo e se jogando na poça d’água. Fiquei vendo os dois e pensando como era bom o tempo em que a felicidade se resumia a pular em poças. Como é bom ser criança! 🙂

Yay!
Yay!

Quando os dois já estavam molhados o suficiente para começarem a passar frio, voltamos para casa. Tirei suas roupas molhadas, sujas e com grama grudada e coloquei os dois na banheira, que se divertiram um pouco mais com água, mas desta vez, limpa.

Ahhh se ser feliz continuasse tão fácil depois que a gente cresce! 😉