Dois meses de Irlanda

E o segundo mês passou mais rápido ainda do que o primeiro.

Agora eu…

… estou quase pegando o jeito de atravessar a rua, mas ainda olho com espanto para o banco do “motorista” vazio e me pergunto como o carro está andando sozinho! Aí lembro que é tudo invertido aqui.

… estou perdendo a mania de converter os valores porque…

… agora eu gasto em euros, mas eu ganho em euros!

… continuo calculando que horas são no Brasil.

… não apenas comi, como aprendi a fazer feijão! E ontem rolou uma feijoada light por aqui. Só alegria.

… já sei cozinhar o básico, então comecei a experimentar e ver que maravilhas posso fazer na cozinha. Só pra constar, ainda não vi nenhuma maravilha!

… experimentei Guinness e posso dizer com toda certeza que é a pior cerveja que já tomei na vida. Claro, eu não gosto de cerveja nenhuma, mas a Guinness consegue ser ainda mais amarga que as outras.

… o sotaque irlandês continua um mistério para mim: um país tão pequeno com tantos sotaques diferentes e nada que se pareça com o lindo sotaque americano e tampouco com o britânico.

… o frio está chegando e hoje tive meu primeiro dia de chuva/frio/rajada de vento/cheguei toda molhada.

… já estou com dois meses de aula e começando a me sentir entediada.

… troquei a Bulmers pela Kopparberg.

… percebi que nunca aprenderei coreano.

… ainda estou procurando o pote de ouro, mas até o momento, sem sucesso.

… estou feliz com a vida que estou levando na Ilha Esmeralda!

Publicidade