Trindade no mestrado

Certo dia estava lendo um comentário no blog e li o termo “trindade” e, na hora, não entendi muito bem o que isso queria dizer. Mandei um print para a Bárbara e o Rick – sim, nós somos esse tipo de amigos – para perguntar o que eles tinham entendido. Só então compreendi que algumas pessoas acompanham nossos blogs e assim fomos apelidados. Não sabia que era tão óbvio que éramos amigos além do mundo virtual.

Nós nos conhecemos em Dublin e simplesmente porque tínhamos blogs. O Rick deixou alguns comentário no meu blog antes de ir pra lá, mas eu nem dei bola. Só que ele, muito sociável, ficava insistindo num “vamos tomar um café” e, finalmente, eu pensei “por que não?”. Afinal, ele não me pareceu ser um tarado louco (te amo,  viu, Rick?). Nos conhecemos pessoalmente numa situação bem inusitada: ele me ajudando a fazer minha mudança e carregando cacareco no ônibus. Porque eu sou dessas que mal conhece a pessoa, mas já abusa pede favores. A Bárbara também deixava comentários no meu blog e um dia, não lembro bem como, ela me perguntou se podia me adicionar no Facebook. Conversamos um pouco pelo messenger e no dia que ela chegou em Dublin, debaixo de chuva, eu a encontrei e a levei pra minha casa e fiz janta – porque eu também ajudo as pessoas no dia que as conheço, não só me aproveito peço ajuda.

Alguns dias depois nós três nos encontramos pela primeira vez para tomar um café e desde então somos amigos do tipo que se falam sempre. Qual foi a fórmula para isso acontecer? Não sei, acho que nosso santo bateu e já estamos aí numa amizade à distância (apesar que vi os dois todos os anos) há quase 3 anos – valeu, Whatsapp. A Bárbara continuou em Dublin esse tempo todo, o Rick foi pra Sligo e agora mora em Cardiff, no País de Gales e eu voltei pro Brasil, resolvi a vida (refletindo hoje, esses dois anos no Brasil foram realmente fundamentais) e agora moro, quem diria, na Finlândia.

Nós sempre falamos da vida em geral, pedimos conselhos e opiniões, conversamos sobre blog, viagens e de repente começamos a falar em mestrado. Acho que eu comecei esse papo todo no comecinho de 2014 quando passei a enchê-los sobre querer vir para Oulu – eu queria morar fora novamente e havia prometido que para isso só estudando algo de útil. A Bárbara juntou a vontade com a necessidade e também começou a ver seu mestrado. O Rick havia decidido que era hora de encarar uma nova fase e quando percebemos… os três começaram mestrado no mesmo outono de 2015. Se isso não é pacto de amizade, amigos leitores, não sei mais o que seria gente, eu não topo pacto de sangue, não insistam.

Bia Ricky Bá.rcelona (fãs de Woody Allen entenderão)
Bia Ricky Bá.rcelona (fãs de Woody Allen entenderão) – aja naturalmente… hahaha…

Quem acompanha nossos blogs já sabe o que fazemos, mas não custa resumir e se você não acompanha os blogs deles, vale muito a pena ir lá ler sobre a vida de cada um.

Bárbara faz mestrado em Ensino de inglês (me diga que acertei o nome, Bárbara) na UCD, uma das melhores universidade do país junto com a Trinity College. Rick faz mestrado em design gráfico (falei direito, Rick?) na Cardiff School of Art and Design. E eu, como vocês sabem, faço mestrado em Educação e Globalização. Cada um feliz e na sua área. E ambos com planos de me visitar onde o mundo termina seguindo ao norte.

Quem sabe daqui alguns anos a trindade não está toda no doutorado? 😉

Três anos!

Hoje o blog completa 3 anos e eu 20 e muitos!

O blog tem andado bem paradão ultimamente. Confesso que pensei em abandoná-lo (não em tirá-lo do ar, mas parar de postar em definitivo), mas como acredito que num futuro não muito distante eu possa voltar a ter assunto para escrever mais posts, vou mantendo o Fabuloso Destino, nem que seja com a postagem semanal do desafio de 52 semanas.

E nestes 3 anos, o blog:

*Recebeu mais de 77 mil visitas;
*1073 comentários;
*Tem 266 postagens;
*Média diária de 100 visitas por dia (é, gente, não estou mais na Irlanda há um tempão, o blog caiu no esquecimento!);
*Recebeu a maioria de suas visitas do Brasil, Irlanda, Estados Unidos, Portugal e Reino Unido;
*O post mais popular continua sendo sobre um dos meus primeiros dias Irlanda, seguido de um sobre viagem e outro sobre depressão;
*O termo de busca mais utilizado no Google até hoje é “Um fabuloso destino”, seguido de “moda irlandesa” e ” na irlanda neva”;

Comecei este singelo blog como um diário para mim, para eu ler no futuro e me sentir nostálgica. Divulguei para poucos amigos apenas e o restante das visitas conquistei só com o Google, já que nunca divulguei o blog em lugar nenhum. Fico feliz por ter conhecido algumas pessoas pessoalmente através do blog (e oh, tudo gente boa) e ter feitos alguns amigos online. Sei ainda que sou a amiga imaginária de vários leitores que passavam e talvez ainda passem aqui frequentemente, acompanharam minhas histórias em terras irlandesas e sentiram um pouco meus amigos. Vocês podiam comentar de vez em quando, viu? 😉

A ideia é continuar com o blog como está e sempre que minha louca rotina permitir, continuar escrevendo. Ainda tenho ideias para alguns posts e apesar de nem tudo mais estar relacionado a Irlanda, tudo que posto acredito que seja relevante de alguma forma: ou sobre alguma viagem ou sobre algo culturalmente interessante ou algum detalhe sobre minha vida em São Paulo. Entendo que o blog perdeu seu interesse depois que voltei da Irlanda, mas os posts que escrevi enquanto estava lá ainda são bem atuais e acredito que ajudem muita gente.

Obrigada a todos os leitores, os que comentam e os que só leem. E se tudo der certo, no aniversário de 4 anos do blog e de quase 20 e todos da autora, o blog estará bem mais interessante! 😉

Outros blogs

Meu tempo na Irlanda já chegou ao seu fim e, consequentemente, o blog não terá mais atualizações do tipo “gente, olha o que eu fiz na terra dos leprechauns“! Estou escrevendo com menos frequência e quando o faço, os posts são reflexivos ou sobre minha volta ao Brasil. Se você chegou ao blog procurando informações sobre a Irlanda, você ainda pode achar muita coisa útil por aqui, já que voltei ao Brasil há menos de 3 meses e as informações não estão desatualizadas. Mas se você é leitor do blog e já leu tudo que tinha para ler e precisa de fresh news ou outros pontos de vista sobre a Ilha Esmeralda, seus problemas acabaram!

Eu admito que não ando lendo muitos blogs sobre a Irlanda ultimamente porque, né, este é um tema que não me interessa mais, não sob o ponto de vista de quem precisa de informações, pelo menos. Além disso, sou muito picky para acompanhar blogs- eles precisam, no mínimo, serem bem escritos, porque eu não vou ficar decifrando pensamento confusos de pessoas que não se dão ao trabalho de colocar vírgulas e pontos finais em seus textos. Eh, pronto falei!

Selecionei três blogs de intercambistas que ainda estão na Irlanda, assim atendendo o quesito “novidades”, que postam conteúdo relevante, atendendo o quesito “utilidade” e que sabem se expressar bem. São blogs muito bons que continuo acompanhando aqui do Brasil.

Bárbara Hernandes

A Bárbara escreve sobre seu dia-a-dia na Irlanda quase como um diário. Ela fala sobre emprego, rotina, passeios culturais, pontos turísticos de Dublin e da Irlanda, inglês e viagens. Como ela posta quase todos os dias, o blog está sempre atualizado e cheio de novidades. Além disso, ela escreve muito bem!
Conheci seu blog porque ela comentava aqui no meu! Somos duas paulistanas com seus 20 e alguns anos e professoras de inglês – não foi nada difícil gostar dela! 🙂

Blog da Bárbara

Livin’ la vida Rick

O Rick faz recortes da vida na Irlanda, levanta alguns temas interessantes sobre intercâmbio, além de contar sobre sua vida em Sligo, no norte da ilha! O blog vale a pena ser lido pela forma única que o Rick escreve (e eu sempre leio seus posts com a voz e intonação dele na cabeça- funny!), por mostrar que há vida fora de Dublin (haha) e por estar sempre atualizado.

Blog do Rick

Tôca na Irlanda

O blog do Tôca é escrito em um formato diferente dos outros blogs: cada post é um capítulo desta aventura na Ilha Esmeralda- é como se ele estivesse escrevendo um livro. Aliás, o blog parece ter sido inspirado no livro/filme “Na natureza selvagem”, que eu gosto muito. Assim como o Rick, o Tôca faz recortes do intercâmbio, falando de sua rotina e viagens e fazendo ótimas reflexões sobre a vida em terras irlandesas, além, claro, se ser muito bem escrito.

Blog do Tôca

Só não vale abandonar o meu Um Fabuloso Destino depois, tá? 🙂

Dois anos!

Hoje o blog completa dois anos e eu fico mais perto dos 30 (ui, isso assusta)!

Nestes 731 dias (porque 2012 foi ano bissexto), foram 196 posts que contam desde quando a ideia nasceu e tomou forma, meu ano na terra dos leprechuns até meu retorno ao Brasil.

Nestes dois anos, o blog:

– Recebeu quase 41.200 visitas e 792 comentários;
– Tem uma média diária atual de 90-100 visitas (caiu depois que voltei para o Brasil);
– 287 é o pico de visualizações em um dia;
– A maioria das visitas vieram do Brasil, seguido por Irlanda, Portugal e Estados Unidos;
– O post mais popular é este aqui sobre um dos meus primeiros dias na Irlanda;
– As pessoas chegam ao blog principalmente através de mecanismos de busca, sendo que o termos mais digitados são, respectivamente: “um fabuloso destino”, “moda irlandesa” e “na irlanda neva”;
– Apesar de não estar entre os 3 primeiros termos procurados, um termo que me chama muita atenção por ser bastante digitado é “cantora Enya morreu” e eis que, finalmente eu respondo, que não, ela não morreu e não entendo por que as pessoas acham que ela está morta! 😉
– E por último, mas não menos importante, por causa do blog conheci pessoas muito bacanas e que fizeram toda a diferença no meu intercâmbio!

Em 2012, eu comemorava meu aniversário passando frio na Irlanda (muito frio, aliás) e em 2013, cá estou derretendo com os 31 graus do fim de inverno paulistano. E estou muito bem, obrigada! 😉

Obrigada aos leitores do blog por acompanharem meu fabuloso destino, tanto aqueles que de leitores viraram amigos quanto aqueles que conheço de nome pelos comentários ou até mesmo os anônimos que passam sempre por aqui sem comentar!

E agora vou pensar o que fazer dos meus 26 anos… 😉

Hiato

Não escrevo no blog há 9 dias e não escreverei nos próximos 5, pelo menos.
Minha última semana foi bem agitada e estou sem tempo para escrever nesta e assim o blog fica de “férias” por estas duas semanas.
Tenho muita coisa para falar (sempre tenho) e quando voltar a escrever, acho que vou no ritmo de um por dia para dar conta. 🙂