Balanço da vida

Há quase 5 meses eu estava fazendo as malas para voltar para o Brasil pela… 4ª vez! Sem frio na barriga, sem muita ansiedade, sem tristeza de deixar o país onde morei por algum tempo e sem curiosidade sobre como seria dali pra frente. Parecia só mais um dia na vida de Beatriz.

Voltei com a mala grande e a pequena que levei e tudo que não coube ficou pra trás – ponto pra mim, pois voltei da Irlanda não com uma e nem duas, mas QUATRO malas. A filosofia de vida está aos poucos mudando para ter somente o necessário e devo um pouco disso a cultura finlandesa de não jogar nada fora e reaproveitar tudo: você acaba mantendo só o que precisa mesmo.

Nos meus voos de volta, saindo da Finlândia no auge do inverno, tive pela primeira vez a experiência de precisarem descongelar uma aeronave para decolagem, descobri que somente pessoas que falam inglês podem se sentar próximo às saídas de emergência, tive que explicar que podia sim despachar uma mala de 32kg pro Brasil sem pagar taxa de excesso de bagagem e por pouco não aconteceu um mal entendido na saída da Europa quando o oficial de imigração questionou por que eu havia entrado na Europa 5 meses antes e excedido meu tempo de visto – lembrem-se sempre de mostrar o visto de estudante na entrada e saída da Europa, crianças.

E enfim, Brasil. Voltei pra ficar até a próxima vez – é assim que respondo a todos que me perguntam se “agora não volto mais pro exterior”. Eu tenho planos de morar fora novamente? Sim e não. Então, acho que a melhor resposta é mesmo essa, voltei para ficar mesmo, mas só até a próxima viagem sem data de volta.

Cinco meses depois e eu não entreguei a dissertação de mestrado. Não vou mentir, muitos dias me pego pensando que não posso correr e um dia vou ter que encarar a realidade e terminar a dissertação – quem é que mora um ano e meio na Finlândia e fica sem o título de mestre porque não entregou a dissertação, né? Para meu consolo, eu posso dizer que já fiz todas as minhas entrevistas e transcrição do material, além de ter um esqueleto de como tudo vai se desenvolver. Só preciso escrever. .

E tenho minhas razões (justificativas, desculpas esfarrapadas, motivos ou como preferirem chamar) para não ter terminado logo com isso: não é minha prioridade. Como escrevi num post, eu ando vendo a vida como um delicioso bolo e cada parte dele é um pedaço que forma o bolo inteiro. Quanto maior o pedaço, maior sua importância. Enquanto morava na Finlândia, minha vida toda parecia ser um bolo sabor mestrado, mas depois vi que não era bem por aí, então, no momento, mestrado é um pedaço bem pequeno – está bem longe de ser minha prioridade.

Mas e a vida hoje? Atualmente estou trabalhando e ganhando cerca de 35% mais do que ganhava ao sair do Brasil, já levando em consideração a inflação do período (que não foi pouca). Só não acho que isso tenha relação direta com o mestrado, mas com o conjunto da obra. Também atribuo isso a ter ficado com a mente mais aberta e aproveitado melhor minhas opções e oportunidades. E, quando eu finalmente tiver o título de mestre, vou atrás do que esse título pode me oferecer.

E aos quase 30 anos, estou finalmente adultando e pronta para o próximo passo da vida de adulta. Em breve vou riscar alguns itens da listinha que fiz das 30 coisas para fazer antes dos 30 (que vou ter que adaptar um pouco e mudar o antes para até).

All in all, não me arrependo nem um dia de ter decidido retornar, minha vida no Brasil está caminhando muito bem em todas as áreas (quem disse que não dava para ter sorte no jogo e no amor, não é mesmo? Parece que o jogo virou… hahaha) e apesar de eu insistir que a vida não é um fluxograma, eu já tenho uma ideia de onde quero estar em 5 anos e como chegar lá.

E, no momento, a vida de intercambista e “viajadeira” vai parar só um pouquinho. Mas estou feliz, gente, bem feliz! 🙂

 

Do frio finlandês ao calor brasileiro!

 

 

Anúncios

2 comentários sobre “Balanço da vida

  1. rickmartins

    É aquilo né.. live a life you’d relive. E acho que vc tá arrasando nessa área. Desejo ainda mais sucesso no futuro! =)

Preciso comentar esse post!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s