Independência da Finlândia

Hoje, 6 de dezembro de 2016, comemora-se 99 anos da independência da Finlândia. Para quem não entende muito da história do país, a Finlândia sempre esteve sob o domínio de outro país durante toda a sua história até 1917. Do século 13 até o início do século 19, a Finlândia fazia parte do Reino da Suécia e por este motivo justifica-se que a segunda língua oficial do país seja o sueco, embora apenas cerca de 5% da população a tenha como primeira língua. No século 19, a região passou da Suécia para a Rússia, se tornando o Grão-Ducado da Finlândia. Somente em 1917 a Finlândia declarou sua independência.

E como se comemora essa data tão importante por aqui?

A primeira coisa que é muito relevante notar é que em dezembro já está muito frio, apesar de o inverno só começar oficialmente em 2 semanas. Hoje, por exemplo, acordei e o clima estava assim:

instaweather_20161206_094114

Então esqueça desfiles de independência ou atividades ao ar livre, pelo menos não do jeito que conhecemos no Brasil (porque em setembro já está esquentando) ou como ouvimos que são as celebrações nos Estados Unidos, onde é verão na data.

Aqui as celebrações começam hasteando a bandeira em locais públicos e embora eu não tenha colocado a cara para fora de casa hoje (e com essa temperatura, nem pretendo pois não sou obrigada), tenho certeza que há várias bandeiras congelando pelo país todo.

Em Oulu (e eu não sei se é assim em outras cidade), a universidade organiza todo ano uma procissão com velas, o Torchlit Procession. Basicamente, as pessoas caminham cerca de 1km com velas até a Prefeitura da Cidade, onde há um coral se apresentando. Este ano, após a apresentação do coral, a procissão continuará até um cemitério. Não fui no ano passado pois provavelmente estava cheia de trabalhos finais para fazer e este ano eu pretendia ir, apesar de também estar ficando louca com os trabalhos finais (acho que eu não deveria estar postando no blog agora… haha), mas com este friozinho de -22 graus eu acho que vou ficar só na curiosidade mesmo.

Além disso, é também costume visitar os memoriais dos veteranos que perderam suas vidas na Segunda Guerra (em Helsinki, no caso).

Finalmente, o que mais me intriga é que não há oficialmente nenhuma celebração popular para a data como temos no Brasil (e eu nunca fui em nenhuma) ou nos Estados Unidos (que eu fui quando morava lá em 2009), mas há uma celebração.

A YLE, o canal público do país, transmite à noite a Recepção do Dia da Independência. Basicamente, o evento mostra o casal presidencial apertando a mão de cada um dos convidados – políticos, celebridades, atletas, pessoas públicas em geral etc -, depois o jantar e finalmente, a dança.

É mais ou menos isso:

Aí você pode estar se perguntando: e qual é a graça disso? Você não é o único, clique aqui e veja um vídeo (em inglês) bem engraçado sobre as impressões de estrangeiros sobre a celebração.

Confesso que no ano passado sintonizei no canal que exibia a celebração oficial e não tive paciência nem de esperar acabar os apertos de mão!

Para terminar, me disseram que há um prato tradicional para a data, o Kareljan stew, que é um guisado de carne bovina. Eu experimentei e não achei super especial – gosto mais da nossa feijoada!

Guisado com purê de batat e molho de lingonberry
Guisado com purê de batata e molho de lingonberry

De qualquer forma, “parabéns” à Finlândia pelos seus 99 anos de independência e certamente 2017 será cheia de comemorações pelos 100 anos!

 

Anúncios

Preciso comentar esse post!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s