Trindade no mestrado

Certo dia estava lendo um comentário no blog e li o termo “trindade” e, na hora, não entendi muito bem o que isso queria dizer. Mandei um print para a Bárbara e o Rick – sim, nós somos esse tipo de amigos – para perguntar o que eles tinham entendido. Só então compreendi que algumas pessoas acompanham nossos blogs e assim fomos apelidados. Não sabia que era tão óbvio que éramos amigos além do mundo virtual.

Nós nos conhecemos em Dublin e simplesmente porque tínhamos blogs. O Rick deixou alguns comentário no meu blog antes de ir pra lá, mas eu nem dei bola. Só que ele, muito sociável, ficava insistindo num “vamos tomar um café” e, finalmente, eu pensei “por que não?”. Afinal, ele não me pareceu ser um tarado louco (te amo,  viu, Rick?). Nos conhecemos pessoalmente numa situação bem inusitada: ele me ajudando a fazer minha mudança e carregando cacareco no ônibus. Porque eu sou dessas que mal conhece a pessoa, mas já abusa pede favores. A Bárbara também deixava comentários no meu blog e um dia, não lembro bem como, ela me perguntou se podia me adicionar no Facebook. Conversamos um pouco pelo messenger e no dia que ela chegou em Dublin, debaixo de chuva, eu a encontrei e a levei pra minha casa e fiz janta – porque eu também ajudo as pessoas no dia que as conheço, não só me aproveito peço ajuda.

Alguns dias depois nós três nos encontramos pela primeira vez para tomar um café e desde então somos amigos do tipo que se falam sempre. Qual foi a fórmula para isso acontecer? Não sei, acho que nosso santo bateu e já estamos aí numa amizade à distância (apesar que vi os dois todos os anos) há quase 3 anos – valeu, Whatsapp. A Bárbara continuou em Dublin esse tempo todo, o Rick foi pra Sligo e agora mora em Cardiff, no País de Gales e eu voltei pro Brasil, resolvi a vida (refletindo hoje, esses dois anos no Brasil foram realmente fundamentais) e agora moro, quem diria, na Finlândia.

Nós sempre falamos da vida em geral, pedimos conselhos e opiniões, conversamos sobre blog, viagens e de repente começamos a falar em mestrado. Acho que eu comecei esse papo todo no comecinho de 2014 quando passei a enchê-los sobre querer vir para Oulu – eu queria morar fora novamente e havia prometido que para isso só estudando algo de útil. A Bárbara juntou a vontade com a necessidade e também começou a ver seu mestrado. O Rick havia decidido que era hora de encarar uma nova fase e quando percebemos… os três começaram mestrado no mesmo outono de 2015. Se isso não é pacto de amizade, amigos leitores, não sei mais o que seria gente, eu não topo pacto de sangue, não insistam.

Bia Ricky Bá.rcelona (fãs de Woody Allen entenderão)
Bia Ricky Bá.rcelona (fãs de Woody Allen entenderão) – aja naturalmente… hahaha…

Quem acompanha nossos blogs já sabe o que fazemos, mas não custa resumir e se você não acompanha os blogs deles, vale muito a pena ir lá ler sobre a vida de cada um.

Bárbara faz mestrado em Ensino de inglês (me diga que acertei o nome, Bárbara) na UCD, uma das melhores universidade do país junto com a Trinity College. Rick faz mestrado em design gráfico (falei direito, Rick?) na Cardiff School of Art and Design. E eu, como vocês sabem, faço mestrado em Educação e Globalização. Cada um feliz e na sua área. E ambos com planos de me visitar onde o mundo termina seguindo ao norte.

Quem sabe daqui alguns anos a trindade não está toda no doutorado? 😉

Anúncios

9 comentários sobre “Trindade no mestrado

  1. Que post mais fofo e inesperado!

    Poxa, eu sou muito grata aos blogs por ter conhecido vocês dois e muito feliz em sermos amigos no mundo real há tanto tempo – passa rápido, né? É maravilhoso poder contar com vocês para conselhos, desabafos e muitas outras coisas. Seja aqui, no Reino Unido ou na Finlândia, a distância nunca será um problema! 🙂

  2. <——— Uma pessoa que sempre chamou vocês de "Trindade", mesmo que mentalmente, rs.

    Sou fã declarado dos blogs de todos vocês, acompanho desde que estava no Brasil (ah, como vocês me ajudaram a matar o ócio vespertino!) e continuei acompanhando mesmo depois que cheguei aqui (o seu especialmente depois que voltou a escrever né!).
    E sim, agora que não tenho prazo de volta pro Brasil quero conhecer os três pessoalmente e não aceito "não" como resposta! 😀

    1. Bia

      Eu nunca parei de escrever, só estava postando muito pouco antes de vir para a Funland! hehe..
      A Bárbara logo você conhece e um passarinho me contou que o Rick tá indo passar Natal em Dublin… haha… já eu, bem, eu serei uma super anfitriã quando você vier conhecer onde o mundo termina sentido Norte. 😉

  3. Ahhhh que legal esse post!
    Acompanho essa “trindade” e cada um com seu jeitinho acabou me conquistando e entrando na minha lista de favoritos de leituras virtuais.

    Muito legal ver essa amizade de vocês e mais legal ainda é poder acompanhar as aventuras dos três mundo afora.

    #BahBiRi ❤ hahaha

  4. rickmartins

    AI MEU DEUS QUE POST LINDO! Estou eu aqui, me atualizando no seu blog e no da Babs quando pá…leio esse post. Oh Bia, que lindo! E sim, sempre penso nisso! A gente comecou junto essa onda toda de mestrado…engracado! To contando os dias para fevereiro!

    #BahBiRi foi ótimo!

Preciso comentar esse post!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s