Em busca do mestrado perfeito

Todo ano acontece aqui em São Paulo e  em outras capitais brasileiras a Feira do Intercâmbio, geralmente em Março e Setembro, e oh, eu meio que sempre acabo indo. Fui em março de 2014 para acompanhar um amigo e descobri o Erasmus Mundus. Eu sempre soube do Erasmus dentro da Europa apenas, ou seja, estudantes europeus indo fazer um ano da graduação em outro país (aliás, o filme “O albergue espanhol“- altamente recomendado – só existe por causa deste programa), mas não sabia que existiam outras modalidades, como o Mundus que mandava estudantes não-europeus à Europa. Resumindo a história toda: me interessei muito, mas quando cheguei em casa e fui pesquisar, o que descobri é que o programa havia se encerrado e havia surgido um tal de Erasmus Plus. A verdade é que as informações que achei eram desencontradas e não tão claras assim, então deixei pra lá. Na mesma época, também achei um mestrado na UCD, em Dublin, que oferecia UMA bolsa para brasileiros. Mandei email para começar meu application, mas não deu em nada. Sabe aquela sensação que a pessoa do outro lado da tela é um fantasma e nunca te responde? Então.

Voltei a focar na Finlândia, que além do curso ter muito me agradado, era um dos cursos onde as informações eram mais claras e precisas. Em setembro, teve outra feira de Intercâmbio em São Paulo, desta vez mais focada em ensino superior mesmo e vi que teria uma palestra sobre estudos na Finlândia. A essa altura do campeonato eu já podia até tirar dúvidas sobre ensino no país, mas achei que poderia ser interessante de alguma forma.

Fui mais para checar se tudo que eu sabia estava certo. Estava. A moça que deu a palestra era uma típica finlandesa: branca, loira e de olhos claros. Apesar de não ter aprendido muito coisa – porque eu já havia pesquisado tudo – foi bom ver depoimento de brasileiros estudando lá e ouvir da boca de alguém tudo aquilo que eu já tinha descoberto sozinha. Um ponto levantado na palestra é que há um borburinho sobre o ensino superior deixar de ser gratuito por lá, ou pelo menos, deixar de ser gratuito para não-europeus. Felizmente, não há nada decidido e caso num futuro isso aconteça, só atingirá quem começar os estudos depois que isto for aprovado, se for. Deixaram bem claro também que como o ensino já é gratuito, não há nenhum tipo de bolsa para estudantes. No final, ganhei uns chaveirinhos bem legais e comi um chocolates finlandeses muito gostosos porque eu só fui pra comer mesmo.

Cheguei a pesquisar alguns quiosques de diversos países, mas a empolgação toda acabava quando falavam o valor do curso. Pelo que entendi, há outros países que também oferecem ensino superior gratuito, como a Dinamarca, mas somente a europeus, ou seja, a menos que você tenha uma dupla cidadania, precisa desembolsar muito dinheiro para estudar na Europa.

Antes de chegar a data de envio das inscrições, comecei a pesquisar outras possibilidades de mestrado em outras universidades finlandesas, já que o foco era continuar estudando de graça. Até cheguei a selecionar uns outros dois cursos em outras universidades, mas eu já estava tão saturada de informação que achei que seria muito cansativo fazer dois applications e me deu uma puta preguiça e decidi que uma inscrição em apenas uma universidade já estava de bom tamanho – a mesma lógica que tive quando prestei vestibular: vou fazer só FUVEST mesmo que é pra me estressar menos.

O que tudo isso tira de lição?
Existe sim oportunidade de estudar fora, não que seja fácil, não que seja pra qualquer um nem que seja simples, mas existe. Não espere receber um email de propaganda ou que isso caia do céu. A primeira coisa é pesquisar, pesquisar e pesquisar muito! Existe o programa do Ciência sem Fronteiras – que seria um programa incrível se fosse bem planejado -, mas já sabemos que não contempla a área de humanas. Mas tem muito mais que isso por aí. E como pesquisar? Eu sigo páginas no Facebook sobre o tema, eu costumo deixar meu email quando vou a essas feiras de intercâmbio (e foi por isso que descobri, por exemplo, um programa para universidades holandesas que dava bolsa para brasileiros, mas, infelizmente, não para brasileiros de humanas), além de pesquisar em sites especializados, como o Estudar Fora, onde fiquei sabendo sobre o meu mestrado (a possessiva).

Não é fácil e não vai cair nada no seu colo, mas quem sabe se pesquisando não aparece algo interessante? Sei que para quem não nasceu em berço de ouro o maior impedimento é o dinheiro, mas agora vocês sabem que tudo na Finlândia é de graça, que onde não é gratuito rola bolsas e por aí vai. 🙂

Thug life!
Thug life!
Anúncios

8 comentários sobre “Em busca do mestrado perfeito

  1. Fui uma vez nessa feira de intercâmbio também em sampa! Só que faz tempo, acho que foi láaaa por 2009… Acabou não dando em nada e saí de lá cheia de canetas de propaganda de escolas, livretos e sacolas de brinde hahaha. Infelizmente era tudo muito caro, e o sonho de estudar fora permanece até hoje.

      1. Sou formada em Cinema (mais complicado ainda que humanas haha) mas também tenho aptidão pra linguística. Pretendo fazer outra graduaçao E fazer um intercâmbio de idiomas tambem. Fora do país eu já estou, agora to na busca da universidade/curso!

  2. Oh! Então quer dizer que mestrado na Finlândia é gratuito? Iniciando planos em 3,2,1… Hahaha!
    Ainda tenho que contar a história completa lá no blog, mas só comento uma coisa: tentamos os dois conseguir essa mísera bolsa pra brasileiros na Irlanda, e pelo visto ambos falhamos. 😦
    Sou muito desses que sempre tenta encontrar informação (e obviamente se beneficiar disso) porque muita gente acaba ficando só no superficial, e quem se dedica acaba levando a melhor.
    Conta mais que a história tá bem interessante!

    1. Bia

      Nem posso dizer que falhei, pois mal consegui me inscrever direito!
      E acho que você tem o dever em se empolgar com o ensino gratuito deste país nórdico! (:

Preciso comentar esse post!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s