O que levar na mala?

Depois de algumas viagens por aí, me sinto confortável em dar dicas de coisas realmente úteis que deveriam ser levadas em toda mala. Algumas coisas podem parecer óbvias, mas o que é óbvio para mim não é necessariamente óbvio para todos. As dicas destes posts talvez se apliquem mais para quem curte um tipo de viagem mais “mochilão” e sem luxos – aqueles que costumam ficar hostel e correr atrás das opções que saem mais em conta.

Tênis confortável

Eu confesso que até não muitas viagens atrás eu ficava pensando nas roupas que usaria por causa das fotos e quando montava minha mala, colocava calçados que achasse bonitos e combinariam com as roupas que eu estava levando. Bem, eu ainda levo em conta se o calçado vai combinar com a roupa, mas nada melhor que poder andar um dia inteiro conhecendo uma cidade nova e se sentindo confortável, não? A melhor opção é sempre aquele tênis surrado, mas que você sabe que não vai te deixar na mão. Eu comprei esse par de tênis Regatta na TK Maxx de Dublin e além de ser muito confortável e apropriado para longas caminhadas, é waterproof e não vai me deixar na mão nem debaixo de chuva!

Surradinho já, mas muito útil ainda
Surradinho já, mas muito útil ainda

Mochila cargueiro

Mochila de rodinha é bonitinha e tal, mas numa viagem estilo “mochilão”, você sempre precisa buscar opções práticas. Depois de muitas viagens, finalmente comprei minha mochila cargueiro que confesso que foi bem carinha, mas eu encaro como um investimento: imagina quantas viagens não farei com ela? A ideia é tentar levar a menor quantidade de coisas possível. Eu já havia viajado com um híbrido de mochila e mala de rodinha e confesso que foi muito mais prático. Depois de muita pesquisa, escolhi a marca Deuter que apesar de ser uma das mais caras do mercado, é de qualidade comprovada. Como sou uma pessoa “de pequeno porte” (leia-se: baixinha), obviamente não poderia comprar algo maior do que poderia carregar e optei por este modelo de 28l cheio de bolsos, com capa de chuva embutida e mil utilidades ainda não exploradas (haha). E me atentei a um detalhe muito importante: como quero usá-la como mala de cabine, escolhi uma que respeitasse as medidas impostas pelas companhias aéreas, especialmente a Ryanair.

Modelo feminino que se adapta melhor ao corpo da mulher - ombros mais estreitos e quadril mais largo
Modelo feminino que se adapta melhor ao corpo da mulher – ombros mais estreitos e quadril mais largo

Protetor auricular + venda

Esse kit já me salvou em hostel! A gente imagina que a pessoa está acostumada a ficar em hostel e já manja que o espaço comum deve ser respeitado como tal, mas não é bem o que acontece. Como luz me incomoda muito quando vou dormir, a venda me salva contra o sem-noção que acende a luz de madrugada ou contra a luz natural que entra pela janela de hostels que não têm nenhum tipo de cortina. Já o protetor auricular me salva quando a área comum do hostel é perto do meu quarto, ou tem o mesmo sem-noção que também resolve conversar à noite ou barulho da rua. Ambos também são úteis naquele voo longo quando você quer tentar dormir.

Suporte de pescoço

Outro item que só comprei agora para chamar de meu. Quanto torcicolo já não tive tentando cochilar em voos longos? Agora resolvi todos os meus problemas! Comprei este que é antialérgico (minha rinite agradece) e feito daquele tal material dito ser “da Nasa” – aquele que se molda à sua cabeça.

Para uma viagem mais confortável
Para uma viagem mais confortável

Kit para lentes de contato + óculos

Esta dica é para os míopes como eu! Uma das maiores preocupações com a  lente é com a higiene para não pegar uma infecção. O kit é muito útil para levar só a quantidade necessária de sorinho (afinal, o frasco é gigante!) e ainda vem com espelho. Já o óculos é essencial, porque ninguém aguenta ficar de lente o dia inteiro. Eu só viajo de óculos em voos longos e a noite no hostel são eles que ornam meu rosto… haha…

Companheiros de aventuras! #miopefeelings
Companheiros de aventuras! #miopefeelings

Kit viagem

Esses kits são ótimos para levar o shampoo, condicionador, creminho, enfim, seus itens de uso diário que você não pode/quer ficar sem enquanto viaja. Eles são transparentes e ficam dentro das exigências de bagagem de mão das companhias aéreas. Realmente muito úteis.

Adaptador universal

Mais um item que eu deveria ter comprado há tempos, mas só fui providenciar agora! Nem todos os hostels têm para emprestar e é bom não correr o risco de ficar sem sua câmera ou seu celular porque não conseguiu carregá-los.

Porta-dólar

Tenho o meu desde minha primeira grande viagem em 2008. O dinheiro está amarrado em você, o que te faz ter um risco quase 0 de perdê-lo ou de ser furtado. Separe apenas uma pequena quantidade para usar no dia e deixe o restante guardado dentro do porta-dólar. No meu ainda cabe meu passaporte dentro. É melhor usá-lo no inverno, pois fica praticamente imperceptível debaixo da roupa. No verão já complica um pouco, mas dá-se um jeito.

Seguro viagem

Não são todos os países que exigem e confesso que não é algo que sempre faço (fui a Argentina sem ter um, por exemplo), mas sempre que possível, tente viajar com o seu. Eu estava procurando um seguro barato para me cobrir na próxima viagem e com a alta do dólar, o melhor valor que consegui foi R$ 150,00. Liguei para meu cartão de crédito e consegui o seguro viagem por R$ 35,00. Sempre consulte seu cartão para ver o que eles têm a oferecer e lembre-se de imprimir a apólice e levar com você.

Desbloquear cartões

Ninguém quer passar perrengue numa viagem, né? Eu sempre calculo meus gastos essenciais com tudo que quero fazer e ainda jogo um valor a mais em cima para não passar vontade nem ficar na mão. Mas vai que algo acontece e todo meu dinheiro acabe? Lembre-se de desbloquear seus cartões para uso internacional pelo período que estiver fora. No meu banco é muito simples e fiz online. A gente sabe que as taxas do bancos nunca são as melhores, mas estamos falando de emergências.

Barrinhas de cereal

Especialmente se souber que fará um longo voo ou que talvez ficará muito tempo sem poder parar em algum lugar para comer, leve barrinhas de cereal. São práticas e servem para enganar o estômago até uma próxima refeição. Se tiver certeza que não poderá comprar nada por um longo período (uma longa viagem de ônibus ou trem, por exemplo), leve uns lanchinhos também. Ficar com fome deixa qualquer um de mau humor!

Documentos

Jamais esqueça de fazer um checklist de todos os documentos que você precisará numa viagem, principalmente se estiver indo para a Europa e for passar pela imigração – a gente nunca sabe se o oficial vai nos deixar passar sem perguntar nada ou se vai fazer mil perguntas (eu já passei por ambas situações). O importante é provar que você está lá em “missão de paz” e só quer mesmo fazer turismo. O mínimo que você deve apresentar: passagens de volta e de todos os trechos da sua viagem, reservas de acomodação e seu extrato do banco. Se for ficar com amigos, apresente a carta convite com todas as informações de quem vai te receber. Se possível, leve também uma carta de seu empregador que diga que você é um funcionário em férias e quando deve retornar ao trabalho.

Se você tiver alguma dica, deixa nos comentários.

Acho que deu para perceber que estou prestes a embarcar em outra viagem, né? 😉

Anúncios

Um comentário sobre “O que levar na mala?

Preciso comentar esse post!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s