Qualidades

Oh tema! Falar das próprias qualidades! Os temas deste desafio estão cada vez mais duvidosos e parecendo coisa de adolescente, mas isso já me leva o primeiro item da lista de hoje.

Semana 39 – Melhores qualidades

1- Terminar o que começo

Eu comecei esse desafio de 52 semanas que estou achando cada vez mais bobo, mas se eu não completar as 52 semanas vou ficar com aquele sentimento de “ah, não fiz o que me propus” e eu não gosto disso, mesmo que se trate apenas de um desafio bobo de blog. E eu sou assim pra vida, pro bem ou pro mal. Se eu começar algo e largar pela metade, é que eu realmente tentei e não rolou. Tipo todas as vezes que tentei fazer academia.

2- Organização

Mas vamos por partes, que essa palavra é muito ampla. Eu não sou nem um pouco organizada com as coisas: eu não vejo problema nenhum em ter uma mesa cheia de livros, papéis e coisa espalhadas, ou ter um quarto estilo “um terramoto acabou de acontecer aqui”. Pra falar a verdade, eu nem enxergo a bagunça, apesar de de tempos dar uma organizada geral nas coisas. Mas para todo o resto da vida eu sou muito organizada: finanças, compromissos, responsabilidades de todos os tipos etc. E disso eu me orgulho!

3- Flexibilidade

Eu me acho relativamente flexível para lidar com a “vida”, mas não confunda ser flexível com ser trouxa. Depois de morar em dois países e com pessoas completamente estranhas, ou você aprende a ceder ou apanha. E enfim, acredito que consiga me adaptar bem a situações novas e tal. Ah, claro, também sou fisicamente flexível, como já diria o mestre do kung fu – para me derrubar em golpes de torção só mesmo com muito empenho! haha…

4- Crítica

Antigamente eu até achava isso um defeito, mas a gente vai ficando mais velha (estou mais perto dos 30 do que dos 20, ok?) e vai vendo que muito pelo contrário, isso é uma super qualidade: você não topa tudo e fica muito mais seletiva e no fim, acaba fazendo/escolhendo só aquilo que realmente quer. Claro que corre o risco de ser a chata da turma (e quantas vezes eu já não fui?). E pode ser um paradoxo ter dito que sou flexível, mas por ser crítica acabo sendo seletiva e dizendo uns “nãos” por aí. Mas veja, há coisas que eu preciso fazer e então, preciso ser flexível. Tem coisas que simplesmente não sou obrigada.

5-  Discrição

Não sou a pessoa mais discreta da face da terra, até estou nas redes sociais e tenho um blog, mas tento manter a discrição sempre que possível dentro deste contexto. Tenho pouquíssimas fotos minhas aqui (eh, gente), uso Facebook mais passivamente e detesto que fiquem me marcando em trocentas fotos de “eventos” que compareci, especialmente se a foto for pública, além do meu perfil ser completamente bloqueado. Instagram idem. Ah, e o mais importante: não faço Facebookterapia e muito menos fico falando da minha vida por aí. Se você sabe muito da minha vida e dos meus planos, você certamente é um privilegiado! Para alguns isso pode ser um defeito, mas eu honestamente não vejo porque ficar escancarando a vida por aí. Pior é quando ouço gente reclamando disso e postam até o resultado do exame de sangue na internet. Eh, gente.

Anúncios

Um comentário sobre “Qualidades

Preciso comentar esse post!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s