Vivendo em república

Acredito que a maioria dos intercambistas que escolhem a Irlanda nunca tenha saído da casa dos pais. Logo, nunca compartilharam seu espaço com estranhos.

Eu morei na casa da linda da família Weiser nos Estados Unidos, mas o contexto era completamente diferente. Tinha meu quarto com banheiro no porão, com total privacidade. Era só não deixar minhas coisas jogadas pela casa (e eu não deixava), limpar o que sujava e a vida continuava linda.

Mas aí eu vim para a Irlanda. E divido meu espaço com outras 4 pessoas que nunca havia visto na vida. Tem mais: não moramos juntas por afinidade, mas sim, porque achamos a vaga em algum site e gostamos do lugar. Não somos todas da mesma nacionalidade. Não temos os mesmos hábitos e costumes. Não temos a mesma idade! Oh céus, como proceder para ter uma convivência pacífica?

O que falarei a seguir é baseado na minha experiência e de como as coisas funcionam aqui na Pirihouse (nome da república que não foi escolhido por mim e, acreditem, é só nome mesmo!).

Somos cinco meninas de 24, 25, 27, 31 e 32 anos. Duas brasileiras, três coreanas. Temos horários e rotinas diferentes. Mas todas comem, tomam banho, sujam (e limpam) a casa e dividem áreas comuns. E aí, como faz?

Espaço – A casa é bem grande. No quarto, temos nossos espaços bem definidos e nenhuma invade o espaço da outra. Se esta é a minha gaveta, só eu vou usar e ponto. Não temos o hábito de deixar nossos pertences espalhados pela casa, fica tudo dentro do quarto de cada uma. Se estou na sala e quero assistir um filme, eu uso fone de ouvido, porque as outras não são obrigadas a ouvir meu barulho. E assim segue a vida.

Limpeza – Todo mundo quer morar numa casa limpinha. Aqui temos uma escala de limpeza. São 5 meninas e 5 coisas para fazer, logo cada uma fica responsável por fazer uma coisa por semana. Limpar cozinha, hall, banheiro, sala de estar  e levar o lixo. Só pra constar, eu detesto quando é minha semana de limpar o banheiro (quem não?). A ideia é manter tudo limpo, não fazer uma faxina. Assim, se sou responsável pela cozinha, sempre que eu achar que ela está meio sujinha e desorganizada, vou lá e dou um tapa. E assim, a casa segue limpa.

Cada um lava o seu – Regra de ouro. Sujou um copo? Um garfo? Um prato? Você lava.

Itens de uso comum – Detergente, esponja, produtos de limpeza, papel higiênico. Quando um desses itens acaba, alguma de nós compra no mercado, coloca o recibo na geladeira e as outras pagam a parte devida. A exceção é o papel higiênico, que cada uma compra um pacotão por vez.

Visitas – De modo geral, são permitidas. A gente só pergunta para as outras quando queremos trazer muitos convidados ou se mais de uma pessoa vai dormir aqui.

Quem mexeu no meu queijo? – Cada uma tem seu cantinho nos armários da cozinha, geladeira e freezer. Respeitamos não apenas o espaço, mas também o que tem nele. Ninguém come a comida de ninguém sem autorização.

Banheiro – Juro que pensei que isso seria um grande problema, mas por incrível que pareça, não é! Como temos rotinas e hábitos diferentes, é muito difícil todas precisarem usar o banheiro na mesma hora. Eu, normalmente, sou a primeira a acordar para ir para escola e costumo tomar banho à noite. Meus horários não batem com os de ninguém. O máximo que acontece é chegar em casa apertada, ter alguém tomando banho e ter que esperar para usar.

Lavando roupa – Antes cada uma lavava sua roupa quando precisasse. Aí a conta de luz chegou e quase falecemos +.+. Desde então, criamos uma escala: num dia roupas escuras, em outro roupas brancas e no outro, coloridas. Todas nós lavamos nossas roupas juntas, respeitando a cor do dia. Ou quase.

Contas – Aluguel, luz e internet. A responsável por pagar a conta coloca um envelope na mesa próximo a data de vencimento e as outras vão colocando sua parte dentro dele. Tem funcionado bem.

Bom senso – Regra de diamante! Alguns não têm, mas felizmente, todas aqui têm… pelo menos, na maioria do tempo!

Nossa convivência é muito boa, de modo geral. Acho que o segredo é cada um respeitar o espaço comum e também o espaço que é só do outro, além de respeitar as regras já estabelecidas pela casa. Regras são criadas para facilitar a convivência, então, siga-as. Imagine se eu resolvo que não estou no clima de lavar banheiro na minha semana? É justo com as outras, que sempre limpam? Acho que outra regrinha de ouro é pensar: e se fizessem isso comigo, eu iria gostar? Se a resposta for não, não faça!

Anúncios

6 comentários sobre “Vivendo em república

  1. “Acho que o segredo é cada um respeitar o espaço comum e também o espaço que é só do outro, além de respeitar as regras já estabelecidas pela casa. Regras são criadas para facilitar a convivência, então, siga-as. ” Pelo visto essa frase nao se encaixa aqui no Brasil, n eh mesmo? Bom saber que quando vc voltar, vai entender que o guarda roupa eh 50%, 50% hahaha

Preciso comentar esse post!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s